sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Transtornos alimentares

Olá,

Hoje estava ouvindo o programa Pânico da rádio Joven Pan e eles estavam falando sobre a Marcha das Famintas, movimentação que ocorrerá hoje em São Paulo, com o intuito de divulgar informações e conscientizar as pessoas sobre as doenças causadas pelos transtornos alimentares, como a anorexia, a bulimia e a vigorexia.
Por isso, resolvi falar um pouco sobre a bulimia hoje. Depois escrevo sobre os outros distúrbios.
A bulimia se caractriza por períodos de compulsão alimentar, onde a pessoa ingere grandes quantidades de alimentos em um curto período (alguns minutos ou algumas horas). Essa compulsão pode ocorrer de 2 a 3 vezes na semana. Esse quadro é seguido por uma atitude de compensação, como o jejum prolongado, uso de laxantes, diuréticos, indução do vômito ou prática de exercícios excessiva. 
Após esse período de compulsão, a pessoa se sente culpada e deprimida.
Mesmo ingerindo grandes volumes de alimentos, a pessoa não ganha peso, mas sempre se acha gorda e abaixo dos padrões de beleza.
As consequências dessas atitudes são: problemas nos dentes e gengivas (devido à acidez dos vômitos), desidratação, fadiga, intestino desregulado, depressão.
O tratamento envolve uma equipe de profissionais da saúde: psiquiatra, psicólogo, nutricionista, médico. Pode haver uso de tratamento medicamentoso.
Porém, quando o paciente chega para se tratar, geralmente, já está em um nível avançado da doença, com muita depressão. Nesses casos, é necessária uma internação.
É muito importante o apoio da familia e amigos, pois o bulímico não se enxerga como uma pessoa doente e possui auto estima baixa.
É uma doença difícil de ser tratada, pois há muita pressão da sociedade para as mulheres e homens serem perfeitos o tempo todo. Aí entra o apoio da família novamente.
Um local referência no Brasil e na América Latina, para o tratamento dos transtornos alimentares, é o Ambulim. É um Ambulatório de Bulimia e Transtornos Alimentares do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e oferece tratamento gratuito para todo o país.
Para ter mais informações sobre o Ambulim clique aqui

Espero ter ajudado, passado mais informações a vocês, pois há muita confusão entre anorexia e bulimia.

Beijos ;) 
Postar um comentário