segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Cortes de carne bovina

Olá,



É verdade que a carne vermelha é gordurosa, mas não precisa ser evitada no processo de reeducação alimentar e redução de peso. Há cortes mais magros que outros, e preparados de modo correto, não atrapalha a dieta.
O ideal é retirar toda a gordura aparente da carne antes de prepará-la, mesmo dos cortes mais magros. Evitar frituras e empanados também ajuda a reduzir bem a quantidade de gordura do prato final.
Prefira carnes sempre cozidas, ensopadas, assadas ou grelhadas.
Como temperos, prefira os naturais (cebola, alho, cebolinha, salsinha, alecrim, coentro, manjericão...) e evite os prontos, pois eles contém muito sódio, que irá te deixar muito inchada e até aumentar uns quilinhos.
Quando fizer a carne ensopada, prefira molho de tomate (se possível, natural), variando com legumes e temperos naturais. Evite molho branco e creme de leite, que são muito gordurosos e ainda possuem cálcio, que compete com o ferro da carne, reduzindo sua absorção. Seu consumo frequente pode levar à anemia ferropriva.
Segue abaixo a lista de carnes gordas e carnes magras:

Cortes de carnes bovinas magras: lagarto, filé mignon, coxão duro ou chã de fora, coxão mole ou chã de dentro, patinho, alcatra, maminha de alcatra e músculo;

Cortes de carnes bovinas gordas: picanha, fraldinha, acém, capa de filé, filé de costela, contrafilé, ponta de agulha, braço, pá ou paleta, aba de filé e pescoço.

Espero que tenham gostado das dicas e que as coloquem em prática hein? heheheh
Beijos!

Fonte: Guia de nutrição: nutrição clínica no adulto. Cuppari, L. 2ª Ed., Barueri, SP. Manole, 2005
Postar um comentário