segunda-feira, 30 de maio de 2011

Conheça mais sobre os adoçantes

A primeira coisa que você deve saber, é que existem dois tipos de adoçantes: os naturais e os artificiais.
Adoçantes naturais
Stévia: É extraído da planta Stevia rebaudiana. É um adoçante nutritivo, que possui valor calórico. Pode ser usado em forno e fogão. Mais recomendado para adoçar sucos e chás.
Sorbitol: Está presente em algumas frutas. Adoça menos que a stévia. Possui calorias equivalentes às da sacarose. Utilizado em produtos industrializados.
Manitol: Semelhante ao sorbitol e também é encontrado em algumas frutas. Possui calorias. Utilizado em produtos industrializados.
Sucralose: Não possui calorias. Não deixa sabor residual (aquele gostinho amargo de adoçante). Pode ser utilizado em forno e fogão. Dentre os adoçantes já citados, é o que adoça mais.
Adoçantes artificiais
Sacarina: Possui sabor residual. Não contém calorias. Pode ser levado ao fogo.
Ciclamato: Não contém calorias. Pode ser levado ao fogo. É proibido nos EUA.
Aspartame: Possui sabor residual. Contém calorias. Não pode ser levado ao fogo.
Acesulfame-K: Não contém calorias. Em altas quantidades, pode deixar sabor residual. Pode ser levado ao fogo.

Muitos estudos mostram que o consumo excessivo dos adoçantes, tanto naturais quanto artificiais, não é benéfico ao organismo. O ideal é evitar excessos: prefira sucos naturais sempre que possível e deixe os produtos diet para os diabéticos.
Outra dica é ler os rótulos. Muitos produtos industrializados levam adoçantes, em especial os que possuem "Zero" e "Diet" no rótulo. Evite consumí-los com frequência.
Gostaria de ressaltar ainda, a importância de adquirir produtos de marcas conhecidas, pois há estudos que indicam que muitas empresas adicionam outros adoçantes à stévia e não declaram esse fato no rótulo. Outras vezes, adicionam até sacarose, ou apenas uma mistura de manitol e aspartame, sem o acréscimo da própria stévia. Portanto, fique de olho.
Além disso, alguns adoçantes (ciclamato e sacarina) possuem sódio em sua composição, devendo ser evitados por hipertensos e por quem busca uma alimentação mais saudável, que reduza os riscos que levam à pressão alta.
Já o uso de adoçantes pelas gestantes, deve ser indicado apenas em caso de diabetes ou necessidade de controle de peso.
Alguns adoçantes devem ter seu uso controlado devido a falta de estudos que comprovem os resultados já obtidos. É o caso da sacarina, que deve ser evitada nessa fase, pois pode causar danos ao feto. Também não há comprovações a respeito do ciclamato e do aspartame, devendo ser evitado seu consumo pelas gestantes.
A sucralose, o acessulfame-K e a stévia podem ser utilizados com orientação de médico ou nutricionista.
O mais saudável, para crianças, adultos e idosos, é optar por alimentos frescos e naturais, evitando conservantes, corantes e adoçantes artificiais.

Ficou alguma dúvida? Me envie sua pergunta que eu te ajudo!

Beijos ;)
 Phillipi, Sonia Tucunduva. Nutrição e Dietética - Manole, SP:2003
Postar um comentário